Super Fruits Slot

Super Fruits Slot - "Eu estava para ganhar o jogo", diz Copertino após estrear com empate em Clássico das Cores

O comandante coral relatou que, quando estava na frente do placar, acreditava que conseguiria definir o placar em mais um lance, que era apenas questão de tempo, pois estudou bem o adversário e sabia onde encontrar os espaços

O técnico Maurício Copertino fez seu primeiro jogo no comando do Ferroviário e ficou com um empate ante o Fortaleza, por 1 a 1, no estádio Presidente Vargas. Após o término da partida, o comandante coral concedeu entrevista coletiva, na qual analisou o desempenho do time, detalhou etapas de sua estratégia e contestou a marcação do escanteio que resultou no gol de seu adversário.

Copertino relatou que, quando estava na frente do placar, acreditava que conseguiria matar o jogo em mais um lance, que era apenas questão de tempo, pois estudou bem o adversário e sabia onde encontrar os espaços.

Seja assinante Super Fruits Slot+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

“Eu sofri muito. Na minha cabeça, eu estava para ganhar o jogo, que ia sair o segundo gol. Estava desenhado na minha cabeça o plano tático para a gente chegar ao segundo gol e matar o jogo”, disse Copertino, relatando o momento em que analisou a postura do Fortaleza e realizou suas mudanças no time.

“Estava muito claro para mim. Eu só estava pedindo para eles, na hora que retomassem a bola, para acertar o passe no Ciel para podermos iniciar a transição, já que coloquei dois caras de velocidade, pois eles [Fortaleza] estavam bem expostos nos corredores externos”, detalhou.

Sobre o rendimento da equipe, Maurício disse estar contente pelo pouco tempo de trabalho. Para a próxima partida, ante o Maracanã, pela quinta e última rodada da fase de grupos do Campeonato Cearense, o Tubarão terá um intervalo de dez dias de preparação. O Confronto ocorre no sábado, dia 17.

“Fiquei muito feliz. Com o pouco tempo de trabalho, praticamente apenas quatro trabalhos de campo, e os jogadores foram tão receptivos às nossas ideias. Acho que fizemos um ótimo primeiro tempo, muito consistente defensivamente”, afirmou.

Copertino ressaltou a dificuldade de estrear em um jogo que exigia uma alta performance pelo fato de enfrentar um adversário de Série A, para além de ser um clássico estadual.

“Jogar contra o Fortaleza não é fácil, é a melhor equipe, que está jogando uma série A [...] Todos sabem que tem um elenco fantástico, jogadores que estão acostumados a jogar em alto nível, de série A, e foi um jogo muito físico, que minha equipe suportou [...] Era mais fácil de identificar. Os desenhos táticos dos times da primeira divisão, eu tenho todos na minha cabeça”, contou.

O treinador coral disse também que, durante o jogo, não viu problemas na arbitragem, achava que tinham decisões coesas, mas que não concordou com a marcação do escanteio que resultou em gol do Fortaleza. Para ele, a bola tocou por último no atleta do Leão do Pici.

“Eu prometi para mim mesmo, depois de trabalhar com o Vanderlei, que eu não ia mais falar de arbitragem, mas é um ponto que faz parte do jogo. Na minha opinião, não foi um escanteio, eu achei que bateu no jogador do Fortaleza [...] São jogadas que decidem a partida, que tirou dois pontos da gente”, finalizou.

Com sete pontos alcançados, igualando os líderes do grupo, Iguatu e Ceará – que tem um jogo a menos –, o resultado classificou o Ferroviário para a próxima fase do torneio estadual.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Ferroviariofortalezaferroviario fortaleza ferroviariocoletiva copertinoclassico das corescoletivo ferroviariomauricio copertino

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar
Super Fruits Slot Mapa do site